Apoiadores:

Apoiadores:
Apoiadores: Hidromel Old Pony

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Resenha do Odin's Krieger Fest em BH: Pela primeira vez, o festival passa por terras mineiras!

Fotos por Iana Domingos

Oi, eu sou a Fabby! Mineira e apaixonada por música e pela mitologia nórdica. Participo sempre que posso dos eventos medievais de MG e SP. Já fui membro do Lâminas das Gerais, grupo de recriacionismo viking, que teve origem no primeiro jantar medieval aqui de Beagá. Essa é a primeira vez que escrevo para o Cena Medieval! Aproveitei o convite e vos deixo um pouquinho sobre o evento OKF de BH. Espero que gostem! Hail!

No dia 21 de julho, aconteceu na grande BH, pela primeira vez, o evento Odin’s Krieger Fest, no Music Hall, um lugar que sempre abriga os shows desta cidade. O público que compareceu adorou esta festa folk, regada com muita cerveja e dança.
Uma pena que seria necessário um público maior para que ocorressem mais eventos assim por aqui, mas de uma certa forma, em comparação com a situação de alguns anos atrás, posso dizer que o volume do público foi bom. Talvez o estilo esteja mais popular devido às series de época que estão agora no gosto do público, mas espero que este possa cada vez ser maior. Essa primeira edição do Odin's Krieger foi um grande espetáculo, e foi lindo ver a turma de Beagá presente no evento!

A primeira banda a se apresentar foi a mineira Galwen, da cidade de São João Del Rei, pela primeira vez em BH. Com influências de rock progressivo e hard, letras bem humoradas e apaixonantes, a banda encantou o público do festival com suas musicas dançantes. Fez a galera vibrar! Seu repertório teve covers como Fiesta Pagana (Mago de Oz), Sangue Latino (Secos e Molhados), Metsamis (Korpiklaani), Festa de Santo Reis (Tim Maia), Estamos todos Bêbados (Matanza) e suas músicas autorais Joaquim, Barril de Carvalho, Caravana da Loucura, Miolos de Pão, Cantem Sempre essa Canção e Taverna.




A segunda banda foi Hagbard, pela segunda vez na capital. Banda mineira de Juiz de Fora, com seu folk metal – o mais pesado da noite –, a turma agitou e fez muito bate-cabeça com seu som! Dentro do repertório teve Never Call the Sage to Drink in Your Home, Cursed Dwarf, Relic of the Damned, War for the Dawn, Iron Fleet Commander, Warriors Legacy, March to Glory, Deviant Healthen, Shield Wall, Let us bring Something for Bards To Sing e Mourning Palace (cover do Dimmu Dorgir).




Como terceira atração, foi realizado um mini combate de HMB entre Flávio Lopes do grupo Lâminas das Gerais, Divisão de HMB, e Cecílio Moreira (Lionheart Armaduras), ambos com sua armaduras completas. Levaram a galera aos tempos da era dos combates! E aproveitaram para divulgar o evento II Feira Medieval Aberta de Beagá, que acontecerá do dia 12 de agosto.




Para mim a grande atração da noite foi a banda londrina Terra Celta, que pela segunda vez toca em Beagá. Com suas canções contagiantes, fez com que a todo o público dançasse sem parar até o final do show. No repertório estavam suas principais musicas Ressaca, Era uma vez, Gaia, Surdos nós Vamos Ficar, Até o Último Gole, e durante a música O quadrado rolou até um medley com a música In the End, do Linkin Park, em homenagem ao Chester Bennington, vocalista da banda. Para quem quiser conferir, esse é um video do momento, postado no youtube:





E pra fechar este grande evento, a banda holandesa Rapalje, com suas músicas folk tradicionais e seus instrumentos típicos, fez com que o público dançasse imaginando um lugar aberto em meio à natureza. É a primeira vez que a banda vem ao Brasil, e o primeiro show dessa mini turnê brasileira foi aqui em BH. No repertório rolou Heart of Stell (Manowar), Caledonia, Whiskey in the Jar, Wat Zullen we Drinken, The Raggle Taggle Gypsy, Star Of The County Down, entre outras.








 Se você também esteve nesse grande evento, compartilhe aqui nos comentários suas lembranças!


*Todas os clics desse post foram retirados do álbum preparado por Iana Domingos, fotógrafa oficial do evento. Veja aqui o álbum completo no facebook!


Veja também aqui no Cena Medieval:


Odin's Krieger Fest 2017: o festival traz o Rapalje a três capitais brasileiras, junto com atrações folk nacionais!

Odin's Krieger Fest 2017: Dessa vez, 4 sortudos fãs jantaram com o Rapalje!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário sobre este artigo