Apoiadores:

Apoiadores:
Apoiadores: Hidromel Old Pony

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Taverna Medieval – A primeira hamburgueria medieval em São Paulo

Salve, amigos nerds, geeks e medievalistas!

Na semana passada visitamos mais um local em que a paixão pelo medieval se encontra em cada detalhe.


Trata-se da Taverna Medieval, uma nova hamburgueria na Zona Sul que tem tudo para se tornar um templo de medievalistas, apreciadores de hambúrguer e jogadores de RPG e boardgame na capital paulista.

A taverna inaugurou há apenas três semanas, na Rua Gandavo, 456. Assim que a divulgação começou no facebook, eu instantaneamente recebi mensagens de vários amigos que haviam visto as fotos na timeline, dizendo “olha só, você precisa ir lá!” ou “mais um lugar pra você fazer uma resenha!”. E obviamente eu fui.



O local é um projeto e um sonho do casal Nelson e Ellen Ferreira, ela organizadora de eventos e ele ex-gerente de marketing digital da Natura. Eles contam que há muito tempo têm a ideia de montar um estabelecimento temático nerd, e este ano o projeto virou realidade.


A nossa experiência lá foi fantástica. Dá pra ver que a Taverna é o resultado de idéias e planos acumulados por eles ao longo de muito tempo. São tantos detalhes na decoração e no cardápio que uma visita apenas não seria o suficiente para aproveitar tudo, mas vamos tentar passar um pouco de como foi pra nós.

O espaço


A decoração chama atenção de cara, cuidadosamente pensada para proporcionar uma boa imersão.




O espaço do alquimista, onde os drinks são preparados!
Todos os membros da equipe da Taverna Medieval são entusiastas do medievalismo, selecionados a dedo pelos criadores da Taverna para serem verdadeiros personagens, e não apenas garçons.


Dá até pra pedir uma jogada de runas (por conta da casa) enquanto você espera sua comida chegar:


Ademais, os medievalistas sabem que a fantasia medieval moderna, embora muito bacana, é algo bem diferente da história da Idade Média de fato. E os criadores da Taverna sabem disso também. Dessa forma, a proposta apresentada no interior da hamburgueria é abranger diversos elementos culturais relacionados com a Idade Média, não sem uma boa dose de organização sistemática.

No piso inferior, algumas das mesas tem uma temática específica: Escócia, Templários, Japão Feudal...

A mesa de temática escocesa, que foi onde ficamos na nossa primeira visita à Taverna
A mesa digna de uma reunião de Cavaleiros Templários
A mesa para os Samurais

E a mais chamativa de todas: a mesa viking que é nada mais nada menos do que um drakkar.


A mesa-drakkar é certamente uma das coisas que mais chama atenção na Taverna. Foi feita em madeira maciça, com ricos detalhes entalhados em toda a extensão. Ela é enorme, acomodando confortavelmente 14 pessoas (e até mais, se a galera se apertar um pouquinho).

A cabeça foi feita inspirada numa carranca histórica encontrada no famoso barco viking de Oseberg (em exposição no Viking Ship Museum, em Oslo, Noruega), que é um dos principais achados arqueológicos da Era Viking.


E tem também acessórios para quem quiser entrar mais no clima, hehehe
Já o piso superior é convenientemente reservado ao medieval fantástico. A decoração remete a alguns dos títulos mais famosos da cultura nerd/geek: The Lord of the Rings, World of Warcraft, Game of Thrones e The Legend of Zelda.






A intenção dos criadores da Taverna é que o espaço do piso superior seja um local convidativo para boardgames e partidas de RPG.


Com efeito, para a noites de terças e quartas-feiras, a Taverna Medieval fez uma parceria com o pessoal da Roleplayers (roleplayers.com.br), que estará por lá conduzindo as partidas de RPG nas terças e de boardgames nas quartas, das 20h às 23h. A inscrição custa R$ 33,00 e dá direito a um sanduíche e uma vaga garantida na mesa de jogo.

Ou você pode simplesmente levar o seu grupo para jogar por lá!

A comilança


O cardápio é cheio de símbolos e legendas pra guiar os visitantes na escolha dos pratos, tais como ícones que indicam quais os melhores tipos de bebida para harmonizar com cada prato e a folhinha que indica que o prato é vegetariano ou vegano. Mas a idéia mais bem sacada do cardápio é com certeza a espadinha que representa a medievalidade do prato.


Cada prato recebe uma classificação entre uma e cinco estr... quer dizer, espadinhas, onde uma espadinha significa que o prato é completamente moderno (batata frita, por exemplo), e cinco espadinhas significam que o prato tem ingredientes ou modo de preparo bem similares aos de algum prato da Idade Média (como a tábua de salmão curado e defumado, por exemplo).


Nós experimentamos três das entradas disponíveis no cardápio:


Azeitonas Empanadas de Sherwood (R$ 15,00)

“Azeitonas verdes recheadas com patê de carnes e empanadas em farinha de rosca”


Batata Rústica de Skyrim com Especiarias (R$ 16,00)

"Batata frita com casca, alecrim, páprica, alho confitado, manteiga e azeite"


Tábua de Salmão de Camelot (R$ 45,00)

“Gravlax (salmão curado) e salmão defumado cortados em finas fatias, com molho de dill e pães”

Esse salmão é um dos pratos mais históricos do cardápio, recebendo cinco espadinhas!

E finalmente, os hambúrgueres:


Escolha do Taberneiro (R$ 32,00)

“Hambúrguer bovino (180g), bacon e fondue de queijo no pão tradicional”


O Bárbaro (R$ 37,00)

“Hambúrguer de javali (180g), queijo caciocavallo, rúcula e relish de pimentão vermelho defumado no pão tradicional”

*Os hambúrgueres por padrão são de 180g. Por mais R$ 5,00, é possível pedir qualquer hambúrguer com 220g.

Como comentei na minha resenha da Milord Taverna, aqui também os pratos foram elaborados com inspiração medieval, mas com várias concessões modernas. Batata, por exemplo, é algo que não existia na Europa Medieval, mas jamais poderia faltar numa hamburgueria.

Os criadores da Taverna ressaltam que praticamente tudo no cardápio é customizável, tanto para atender ao público vegetariano/vegano (que pode querer um hambúrguer de soja na receita do Bárbaro, por exemplo), quanto para atender a quem eventualmente queira experimentar um hambúrguer mais próximo de como ele seria se o conceito de hambúrguer existisse na Idade Média (observação: o conceito de sanduiche remonta à europa do século XVIII, e o hamburguer nada mais é do que um tipo de sanduíche, ou seja, os medievais infelizmente ainda estavam longe de saber o que era um belo hamburguer mal passado...).

A parte das bebidas no cardápio também é bem bacana, e logo no início encontramos outra grande sacada dos criadores da Taverna:


Pra quem não entendeu a referência, eu explico: o d20 é um dado de 20 faces, um dos principais elementos de RPGs clássicos como Dungeons & Dragons.

Em D&D, o dado confere aleatoriedade aos acontecimentos no mundo do jogo. A maioria das jogadas do d20 deve superar um número que representa a dificuldade daquela ação para o personagem e, independentemente da dificuldade, um resultado 1 é sempre um Erro Crítico, ao passo que um resultado 20 é sempre um Acerto Decisivo.

Na Taverna Medieval, se você estiver em dúvida sobre o que pedir para beber – ou se você simplesmente quiser descobrir o que as forças aleatórias do caos colocarão à sua frente – role o d20, e o dado dirá o que você vai beber (cada bebida do cardápio tem um número entre 2 e 19). O valor será sempre de R$ 13,00 (um pouco inferior ao valor das bebidas, se escolhidas diretamente).

E quanto ao 1 e ao 20? Bem, se você tirar 20 (Acerto Decisivo), deve rolar o dado de novo e ganhar em dobro o que o dado decidir; e se você tirar 1 (Erro Crítico), o taberneiro/alquimista escolhe – torça para ele estar de bom humor.

Se liga no sorriso do alquimista, que vai escolher sua bebida se você tirar 1...
Nós obviamente experimentamos essa brincadeira e, acreditem ou não, tiramos um 20, seguido de um 18, o que nos rendeu Mojito em dobro!


Mojito (R$ 18,00)

“Rum, hortelã, suco de limão, água com gás e açúcar”

Além dos mojitos, pedimos também:


Caipirinha de Cerveja e Hidromel (R$ 22,00)

“Hidromel, limão, açúcar, longneck de cerveja”

O hidromel servido e utilizado nos drinks da Taverna é o Old Pony, de Mogi-Guaçu/SP, que em breve será objeto da coluna de hidroméis aqui do Cena Medieval!


Drink do Rei Arthur (R$ 23,00)

“Uísque, licor baileys, licor amaretto, creme de leite e canela”

E outra grande sacada da Taverna, que remete aos jogos de fantasia medieval: a Poção de Energia. A vodka vem azul (com corante), você adiciona o energético e vê a bebida ficando verde!


Poção de Energia (R$ 19,00)

“Vodka e Energético Vibe”


Chopp artesanal American Lager 700ml (R$ 21,00)


Chopp artesanal Pale Ale 700ml (R$ 26,00)

E depois disso tudo, experimentamos as sobremesas:


Morgana Le Fay (R$ 15,00)

“Pão de mel com especiarias, doce de leite e ganache”


Guilhereme Tell (R$ 18,00)

“Torta de maçã com sorvete de baunilha”


Nessie (R$ 11,00)

“Deep Fried Mars – receita escocesa. Chocolate Sneakers empanado em massa de cerveja e frito”

A sobremesa favorita dos criadores da Taverna (e que foi a nossa favorita no cardápio também). Eles contam que experimentaram a Deep Fried Mars pela primeira vez numa viagem à Escócia, em 2009, onde a sobremesa é costumeiramente servida nas Chips Chops, os restaurantes especializados em Fish’n’Chips, um prato típico de países de cultura inglesa. Com efeito, o polme (massa) usado para fritar o chocolate nas Chip Chops escocesas é o mesmo usado para fritar os peixes.

No fim, acabamos experimentando de muitas coisas do cardápio em nossa visita, mas se tivéssemos pedido apenas a batata como entrada, os hambúrgueres, os chopps, um d20 (quem resiste a tentar a sorte, né?) e a Nessie como sobremesa, a conta teria ficado R$ 85,80 por pessoa.

Observação: acabamos não pedindo o lanche com o nome mais legal do cardápio – Camponesa Simples de Nobre Coração que Vai Todos os Dias ao Bosque Recolher Lenha – mas com certeza pediremos na próxima, hehehe...

Outras informações


A casa funciona de terça a quinta-feira das 18h às 23h, na sexta e no sábado até a 1h00 e no domingo também até as 23h.

Como explicamos acima, nas terças e quartas-feiras o espaço do andar de cima é reservado para RPG e boardgames, respectivamente, mas nada impede que você leve seu grupo para jogar nos outros dias de funcionamento da casa, desde que haja mesas disponíveis.

O endereço (repetindo) é:
Rua Gandavo, 456
(a cerca de 15 minutos de caminhada do metrô Vila Mariana)

Há estacionamento com manobrista (vallet) na porta por R$ 22,00, mas se você chegar cedo talvez encontre espaço para parar nas redondezas.

A casa aceita cartões de débito, de crédito e dinheiro. Ainda não aceita VR.

Enfim, o surgimento de mais um estabelecimento temático como esse é uma excelente notícia para os medievalistas de São Paulo, bem como para os demais nerds, geeks e fãs de cultura pop. Não deixe de conhecer e de voltar aqui pra nos dizer como foi a sua experiência por lá!




Veja também aqui no Cena Medieval:


Paradiso Bar e Cucina – Um bar em formato decastelo medieval no meio de São Paulo/SP

30 comentários:

  1. nossa, que reportagem maravilhosa!! já estive na Taverna Medieval duas vezes e recomendo demais!!! é tudo lindo e muito gostoso! sou fã. os proprietarios sao muito simpaticos. vale muito conhecer!!! ai que fome!!!!

    ResponderExcluir
  2. O espaço é muito legal, voce faz uma viagem.... os donos são super simpaticos, a comida é muito boa, as bebidas especiais... e tem novidades, nos jogos, nas musicas, nos jogos... dá vontade de voltar, entende?

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Eles aceitam débito e crédito! VR ainda não :)
      (acrescentei a informação no artigo rs)

      Excluir
  4. Meu deus parece que entraram na minha cabeça e fizeram do jeito que eu faria!! Certamente estarei aí no meu aniversário!

    ResponderExcluir
  5. Meu deus parece que entraram na minha cabeça e fizeram do jeito que eu faria!! Certamente estarei aí no meu aniversário!

    ResponderExcluir
  6. Muitos anos preocupando com decoração.

    0 dias lendo uma pesquisa histórica.

    ResponderExcluir
  7. que coisa maravilhosa...e na rua de casa....da vontade de chorar vendo uma coisas dessas, parabéns a todos.

    ResponderExcluir
  8. Eita eu vi o Thiago ali kkk muito boom *--*

    ResponderExcluir
  9. VEI...POÇÂO DE ENERGIA ANO CARA....MANDA UMA MANA AI NO TEXTO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Poção de Energia" é o nome que está no cardápio, então preferimos manter. Mas se você chegar e pedir uma poção de mana, certamente os garçons vão entender ;)

      Excluir
    2. Temos poção de Mana(Azul) e de ENERGIA (azul que que fica verde)! =)

      Excluir
  10. Só podiam tematizar essas paredes, elas brancas e modernas desse jeito tão quebrando o clima completamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não só as paredes, como a iluminação... Achei a decoração muito fraca, pra ser bem sincero, são esses detalhes, que nem são dignos de serem chamados de pequenos, que fazem a imersão temporal acontecer. Repare nos calçados dos garçons, tão usando a roupa que faz alusão à época, mas com sapatenis? essa luzinha mó contemporânea no teto não tem nada a ver. Deviam deixar um clima de meia luz sempre para parecer uma taverna mesmo, até porque na época não tinha iluminação elétrica. O ideal seria luz de velas como é em algumas cantinas do bixiga que a iluminação é só nas mesas, muito mais clima e nem é nada de medieval.

      Excluir
    2. concordo. Que fosse um tijolinho visível, mas pintura branca e lâmpada led? Não. Clean demais, sem falar nas cadeiras com cara de cafeteria Ofner. Não tá ruim, mas falta o básico: rusticidade.

      Excluir
    3. Campinas fez o que falamos:

      http://blogjeitodeser.com.br/primeira-taverna-medieval-inaugura-em-campinas-milord-taverna/

      Excluir
    4. Sempre tem um chato...

      Excluir
  11. Que puuuuta resenha e que lugar fantástico!
    Irei com certeza e levarei meu grupo!

    PS: podia ter dia com música ao vivo (Bardos!!!).

    ResponderExcluir
  12. Saí de São Paulo há 7 anos e, desde então, não me arrependi... até agora. Que isso, gente?!

    ResponderExcluir
  13. Artigo maravilhoso, as paredes e a luz poderiam ser mais temáticas. O que não li é que se faz reserva. O lugar fica sempre cheio nos finais de semana? Pode fazer reserva? Ou não precisa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As sugestos são muito bem-vindas!Melhorias sempre estão nos planos dos proprietários. O local tem ficado bem cheio, sim. É possivel fazer reserva, por telefone ou pessoalmente, e escolher o ambiente (reservei o barco para meu aniversario em dezembro...)

      Excluir
  14. Olá,

    Sabe dizer se a casa é adaptada? E se possui elevador para o andar de cima?

    Att,

    Paula (cadeirante vidrada em medievalismo!!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vou repassar para o Fernando e a Ellen. Sei que não tem elevador, mas minha filha ja foi de cadeira de roda. no térreo é tranquilo, no superior carregaram.

      Excluir
  15. Sinceramente, quando li o título pensei que seria mais roleplay. Um lugar mais escuro, não tão limpo e comida mais rustica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kiba, não sei qula foi a idéia primordial dos proprietários, mas as sugestões são muito bem vindas e, quem sabe até o espaço pode ser reorganizado, ou em dias especificos ter cardapio mais "denso", como já existem dias para jogos, encontros, musicas, eventos... vou passar para o Nelson Fernando e a Ellen . Fale com eles na proxima visita, eles são bem acessiveis.

      Excluir
  16. No lugar só tem bebidas alcoólicas???

    ResponderExcluir
  17. Oi! (com 10 dias de atraso...) O forte são os drinks especiais criados com foco o medievalismo, mas tem toda a variedade de não alcolicos normais, refrigerantes, aguas , sucos, cerveja sem alcool, e talvez até algum drink sem alcool, não me lembro agora. Mas acho que voce pode trocar uma ideia com o bartender, sempre muito simpatico e solicito, e criar algo delicioso e que não vai deixar voce retida na blitz da "Se beber não dirija"... bj!

    ResponderExcluir
  18. Olá, gostaria de saber se tem bebidas não alcoólicas que podem vir no recipiente das poções/potions. Ou se pode, pelo menos, pedir para o garçom fazer isso.
    Agradeço desde já ^^

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário sobre este artigo