Apoiadores:

Apoiadores:
Apoiadores: Hidromel Old Pony

terça-feira, 6 de março de 2018

Resultado: o Melhor Hidromel Brasileiro de 2017, segundo o Cena Medieval!

Salve, medievalistas e apreciadores de hidromel!


Demorou, mas chegou a hora de saber qual foi o melhor hidromel do ano de 2017, segundo a redação do Cena Medieval!

Se você é um leitor frequente do site, deve ter percebido que estamos num ritmo mais lento esse ano, mas com um pouco de sorte devemos retomar o volume de publicações em breve. E uma postagem que não poderia faltar é a do melhor hidromel, já que essa bebida é um elemento tão importante do medievalismo no Brasil e, portanto, um dos principais assuntos aqui do Cena Medieval.


Ao longo de 2017 seguimos com nossa antiga proposta, experimentando um rótulo nacional por mês, sempre acompanhado de um prato de culinária medieval. Foram nada menos que 12 hidroméis nacionais, cada um com sua história e particularidades, cada um com seu estilo, vindos de diversos lugares diferentes.


E o título de Melhor Hidromel de 2017 vai para...






Philip Mead, de Hortolândia/SP!

O Philip Mead, em sua versão suave ("Sweet Mead") foi o nosso hidromel de abril em 2017, e é produzido em Hortolândia desde 2015. Como contamos em nosso post sobre ele (veja aqui), é um hidromel bem aromático, com toque floral, de apresentação excelente (muito bem clarificado), sem carbonatação, e no paladar apresenta corpo médio, aveludado e moderadamente licoroso.


Bacana lembrar também que na votação que promovemos para saber qual era o Melhor Hidromel de 2016 na opinião de nossos leitores, o Philip Mead ficou na terceira posição (veja aqui o post com o resultado).

Lombo de boi assado, cogumelos refogados com cebola, ricota temperada e tortas de morango com vinho - a mesa que montamos para fazer a prova do Philip Mead, em Abril/2017


Menções Honrosas


Foi uma escolha difícil, pois muitos hidromeis nos agradaram ao longo dessa série de provas e resenhas, então vale a pena fazer alguns comentários adicionais.

Ao longo de 2017 tivemos a oportunidade de experimentar diversas versões diferentes da aclamada receita Viking Blood, de modo que pudemos comparar variações e escolher uma que gostamos mais.


No caso, foi a Viking Blood do hidromel Skald (Rio de Janeiro/RJ), que não por acaso recebeu a terceira melhor nota geral na Taça Paulista de Hidromel. Com efeito, trata-se do melhor Viking Blood que experimentamos até o momento. Na mesma oportunidade, provamos também a versão "Tropical" do Skald, uma acertada receita com gengibre e raspas de limão, exótica e bem refrescante – recomendamos muito as duas variedades! (veja aqui nossa resenha do Skald)

Outra menção que não poderia faltar é o Old Pony (Mogi-Guaçu/SP), um hidromel que aposta no tradicional, elegante no sabor e na apresentação, que foi merecidamente o mais votado por nossos leitores em 2016, recebendo o título de Melhor Hidromel Brasileiro Segundo os Leitores do Cena Medieval, e que continua sendo um dos nossos favoritos mesmo depois de tantos diferentes rótulos provados! (veja aqui nossa resenha do Old Pony)


Esclarecimentos


Este ano optamos por não realizar a votação entre nossos leitores, principalmente por falta de tempo, mas se possível faremos novamente no futuro.

Além disso, leitores frequentes do site devem ter notado que ainda não postamos nenhuma resenha de hidromel este ano. Acontece que a coluna de hidroméis passou por uma reformulação, deixou de ser mensal e as regras de participação mudaram um pouco. Se você é produtor e quer ver seu hidromel em nossa coluna, entre em contato!



E se você tem uma opinião sobre o Philip Mead, o Melhor Hidromel de 2017, deixe aqui nos comentários!



Veja também aqui no Cena Medieval:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário sobre este artigo