Apoiadores:

Apoiadores:
Apoiadores: Hidromel Old Pony

domingo, 13 de agosto de 2017

Medievalismo na Cultura Pop - Lanfeust de Troy


E aí medievalistas, tudo certo?

Meu nome é Lucas, sou um dos criadores e o editor-chefe do Justiça Geek e também um grande fã da cultura Medieval, assim como acredito que todo Nerd seja. Fui convidado pelo Rafa (o Skald, como vocês o conhecem por aqui) para colaborar com este que é o maior site sobre medievalismo do Brasil.


Eu pensei bastante sobre o que eu falaria, algo que tivesse relação com a temática do site e com uma das minhas grandes paixões: Os quadrinhos. Com isso posto, conversarei com vocês sobre Lanfeust de Troy.

Neste momento você pergunta “Tá cara, mas o que é isso?”, bem Lanfeust de Troy é uma HQ francesa, escrita por Christophe Arleston e desenhada por Didier Tarquin, de grande sucesso na Europa, com uma temática que todo fã de RPG vai adorar. A trama se passa no planeta Troy, um lugar onde a magia está por toda parte e cada habitante possui uma habilidade especial, uma espécie de superpoder mesmo que nem todas essas habilidades sejam realmente úteis.

O protagonista da trama é Lanfeust, um jovem que tem a habilidade de fundir metais apenas desejando que isso aconteça, então naturalmente ele acaba se tornando um aprendiz de ferreiro. Ele vive tranquilamente em sua vila até que um dia um arrogante cavaleiro aparece portando uma espada com um punho composto de marfim de Magohamoth, o animal que criou a magia em Troy. Ao tocar a espada Lanfeust adquire o poder supremo, que o permite fazer qualquer coisa.

A magia neste mudo, que permite aos habitantes utilizarem suas habilidades especiais, é mantida por magos locais. Nicoledes é o mago responsável pela aldeia de Lanfeust que, ao presenciar o poder supremo do protagonista, resolve ir até Eckmul, a cidade dos sábios, no qual a uma espécie de escola de magos para que ele possa descobrir a origem desta habilidade de Lanfeust. Acompanhado pelas filhas Cixi e C’ian (noiva de Lanfeust) e pelo próprio Lanfeust, ele parte para uma jornada em busca de novos ensinamentos.



A história balanceia muito bem aventura, humor e ação. Em muitos momentos você verá a forte influência que a obra tem dos trabalhos de Tolkien, principalmente de o Hobbit, em sua abordagem leve e divertida para contar a história. Você ficará deslumbrando pela diversidade de cenários e personagens que Troy possui, demonstrando muita criatividade por parte dos artistas responsáveis pela obra.



A arte do quadrinho é excelente, propiciando uma grande imersão no fantástico mundo de Troy. Todos os quadros são bem detalhados, com cenários belíssimos e uma narrativa fluída que não cansa em nenhum momento. Didier Tarquin confirma a velha regra de que para o cara desenhar no mercado europeu realmente tem que ter muito talento.




A edição da marsupial está muito boa, com excelente tradução, formato original europeu (que é bem maior que o americano) e boa gramatura de papel. O preço sugerido é de R$42,00, mas é possível encontrá-la por valores bem menores nas megastores online. A editora prometeu concluir a série em 4 volumes, cada um contendo dois volumes originais, então vamos aguardar para que a promessa seja cumprida.

Resumindo, se você procura uma leitura divertida e empolgante e é um grande fã de fantasia e medievalismo, Lanfeust de Troy é uma excelente pedida. Diz aí nos comentários se você já leu a história ou o que achou da premissa. Pretendo voltar mais vezes para falar de produtos da cultura pop relacionados ao medievalismo, então até a próxima!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário sobre este artigo