Apoiadores:

Apoiadores:
Apoiadores: Hidromel Old Pony

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Faun

Grüße, Freunde! (*Saudações, amigos!*)

O artigo de hoje é sobre a banda alemã Faun, e seu estilo que mistura música moderna com folk antigo, medieval, celta e nórdico.


A seção de bandas do Cena Medieval foi originalmente criada para falar apenas de grupos musicais brasileiros. Contudo, tendo em vista as importantes apresentações internacionais que teremos agora no fim do ano, decidi abrir exceções, e a primeira delas é a Faun, que fará duas apresentações no Brasil neste final de semana, em São Paulo/SP e Osasco/SP.

Ainda não sabia das apresentações da Faun? Veja aqui nosso post completo sobre os dois shows, que são uma edição especial do evento Folk Fair.

A Faun foi formada na Alemanha em 2002 e desde então teve algumas alterações em sua formação. Dos seis músicos que compõem a banda atualmente, apenas dois estão presentes desde o início: Oliver S. Tyr e Fiona Rüggeberg. Rüdiger Maul e Niel Mitra entraram em 2004, Stephan Groth em 2012 e Katja Moslehner em 2013. A maioria dos membros toca mais de um instrumento, trazendo uma diversidade grande à sonoridade da banda.


Desde a formação já foram lançados 9 álbuns de estúdio e a banda já foi nomeada três vezes para o Echo, que é o maior prêmio musical na Alemanha. Em suas turnês, a banda tem feito diferentes tipos de apresentação: desde concertos acústicos em teatros para públicos sentados até grandes apresentações em festivais, com grandes tambores e shows de luzes (do tipo que provavelmente farão por aqui).


A parte mais complicada em falar sobre a Faun é definir o estilo, primeiro porque a sonoridade da banda mudou bastante ao longo do tempo e também porque eles próprios relutam em se encaixar num rótulo, dado o grande caldeirão de influências que mencionei no primeiro parágrafo do texto. Uma classificação frequentemente atribuída a eles é o Pagan Folk. Vou falar um pouco disso, mas antes, falar da Faun é uma oportunidade para uma reflexão interessante sobre o cenário musical folk em si:

Música Folk


A música folk é aquela que tem alguma relação com a tradição de uma determinada cultura, como quando se utiliza de instrumentos tradicionais ou fala de lendas e costumes de um povo. É bem verdade que o interesse pela música folk europeia sempre manifestou interesse de alguns no Brasil (haja vista a existência do Tuatha de Danann desde 1994), o que não é surpresa, dada a grande influência de diversos povos europeus na formação de nossa cultura. Mas até há pouco tempo ainda não havia um público expressivo para a música folk europeia.

O folk metal (mistura de música folk com heavy metal) de certa forma abriu o caminho para a música folk europeia, e o meio medieval (grupos e eventos) que surgiu no Brasil nos últimos 10 anos (mais ou menos) acabou constituindo um público tanto para as bandas de folk metal quanto para os grupos de música folk mais tradicional, de forma que hoje o público dos eventos medievais, da música folk, do folk metal (e de algumas outras vertentes do metal também) se confunde bastante.

A Faun é um dos mais reconhecidos nomes da música folk na Europa. Com efeito, o Taberna Folk, a banda mais conhecida no meio medieval brasileiro, cita a Faun como uma de suas influências. A ideia da Faun vindo para o Brasil há dez anos era algo quase inimaginável, mas hoje é possível graças a esse público que se formou.

O estilo Pagan Folk da Faun


Numa entrevista (link), Oliver, o líder da banda, disse:

“Nós ainda não decidimos como chamar nosso estilo. Algumas vezes nós chamamos de folk pagão, algumas vezes de folk celta, escandinavo, nórdico, ou apenas chamamos de música medieval. Nós misturamos todas essas influências em nossas apresentações e CDs.”


A expressão “Pagan Folk” era inicialmente usada para definir a banda apenas em shows amplificados (talvez porque o público já tivesse como referência o Folk Metal, que frequentemente já se utilizada de temáticas pagãs), mas acabou sendo bastante utilizada pelos fãs e eventualmente passou a ser utilizada pela própria banda para definir seu som. Parece ser uma classificação adequada, já que eles inquestionavelmente fazem um som folk, e ao mesmo tempo recorrem a temáticas pagãs em boa parte de suas letras.


O próprio nome da banda vem da criatura Fauno, presente na mitologia greco-romana. De acordo com a banda, a figura do Fauno, como chamado pelos romanos, ou Sátiro, como chamado pelos gregos, é frequentemente descrita como um espírito da floresta, o que serve para denotar a conexão dos músicos com a natureza.


As canções vão desde baladas melancólicas até músicas animadas e dançantes. Os instrumentos utilizados incluem a harpa celta, a viela de roda, a nickelharpa, a gaita de foles, o cistre, flautas, percussões, entre outros.

Nesta imagem podem ser vistos alguns dos instrumentos usados pela banda, da esquerda para a direita: Rüdiger com o Bodhrán, Stephan com a Viela de Roda, Fiona com a Gaita de Foles e Oliver com a Nickelharpa

Para ter uma ideia da temática, veja este trecho traduzido da letra de Mit dem Wind (do álbum Von den Elben, de 2013), uma das melhores músicas da banda:

“O inverno nos manteve aqui por muito tempo, o mundo nos cobriu de neve
O país estava quieto, as noites longas, o caminho para você tão distante
Mas finalmente a vida retornou à nossa terra
Você me encontrou hoje no primeiro verde e me pegou pela mão.

Vamos voar com o vento, para onde quer que ele nos leve,
Dúvidas desaparecerão na fumaça, porque você está aqui
Vamos e nós seremos finalmente livres como o vento,
Como os pássaros nós voamos, longe sobre o mar”

Discografia, por ano:



2002 – Zaubersprüche


2004 – Licht


2005 – Renaissance


2007 – Totem


2009 – Buch der Balladen


2011 – Eden


2012 – Von den Elben


2014 – Luna


2016 – Midgard

Ansiosos para os shows da Faun? Nos vemos por lá!


Veja também aqui no Cena Medieval:


Folk Fair Especial: A banda Faun pela primeira vez no Brasil, nosso post com informações sobre os dois dias de show

Taberna Folk, nosso artigo contando um pouco da trajetória da maior banda de música folk europeia no Brasil, que fará a abertura dos dois shows da Faun!

Um comentário:

  1. amigo, desde 2015 eu conheço a banda faun e acabei me encantando e me apaixonando pela banda, infelizmente nao consegui assistir ao show deles em São Paulo, porém acredito ter sido um grande sucesso!
    PS: o seu blog eh excelente e continue com o trabalho!
    abraços!

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário sobre este artigo