Apoiadores:

Apoiadores:
Apoiadores: Hidromel Old Pony

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

III Jantar Medieval da Ordo Draconis Belli – O primeiro evento confirmado para 2017!

Salve, medievalistas!

Estamos no final de fevereiro e já estamos vendo alguns eventos acontecendo no cenário medieval brasileiro praticamente desde a primeira semana do ano (vejam nosso calendário!).


 Contudo, o primeiro evento de 2017 a ter sua data confirmada foi o Jantar Medieval da Ordo. Em outubro do ano passado, quando ainda havia vários eventos para acontecer, a data da Ordo já estava anunciada e os ingressos já estavam sendo vendidos (não é à toa que agora eles já estão nos últimos cem ingressos, faltando ainda quase dois meses para o evento).

Vai ser no dia 15 de Abril – veja como será!

Este artigo procura informar tudo que você pode querer saber sobre o evento, esteja você acostumado com os eventos medievais ou não. E se você ainda não foi a nenhum evento medieval e está inseguro, mande uma mensagem pra gente (cenamedieval@gmail.com), que podemos tentar te ajudar e dar umas dicas ;).

Para dúvidas sobre o evento em si, entre em contato direto com a Ordo (link para a página do Jantar no final deste artigo).


A Ordo Draconis Belli e os Jantares Medievais


A Ordo Draconis Bellis é um grupo paulista de combates medievais existente desde 2011 (veja aqui nosso artigo contando um pouco mais sobre o grupo). Dessa forma, o terceiro evento organizado por eles será a comemoração do sexto aniversário.

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
E o Jantar da Ordo é um evento que já figura entre os principais eventos medievais de São Paulo, ao lado do Jantar Medieval do Taberna Folk e do Hedniver, que são um pouco mais antigos e ao longo dos anos estabeleceram um padrão para os jantares medievais, que foi inspiração para eventos em outros estados também.

A Ordo espera aproximadamente 500 convidados para esta terceira edição, o mesmo das duas primeiras.

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
O valor do ingresso no segundo lote é de R$ 145,00, que pode parecer salgado à primeira vista, mas inclui open food e open bar (exceto hidromel), 4 atrações musicais, arena de arco e flecha e swordplay, apresentações de dança e combate medieval e um torneio de HMB (a novidade desta edição), entre outras atrações. Ou seja, é um custo-benefício bom (aliás, pretendo postar em breve um artigo falando justamente sobre o custo dos ingressos nos eventos medievais pelo país – aguardem!).

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
As vestes medievais não são obrigatórias! Se você não tem uma indumentária elaborada ou simplesmente não quer se caracterizar, pode ir tranquilo ao evento do mesmo jeito. Contudo, os organizadores incentivam todos a entrarem no clima.

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
E vai por mim: se você se permitir essa imersão, vai curtir bem mais a festa.

A música, a comida e a bebida do Jantar


O evento terá quatro atrações musicais:

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
Olam Ein Sof, duo formado em 2011 pelos músicos Marcelo Miranda e Fernanda Ferretti, que fazem um som situado entre o Folk e o Neo Medieval, com interpretações de canções medievais e composições próprias e atuais, muitas delas instrumentais e focadas no trabalho de violões, com participações de instrumentos como violino, flauta doce, teclado, entre outros (veja aqui nosso artigo completo sobre o Olam!).


Lóchrann, grupo formado em 2006, e utilizando instrumentos tradicionais como o bandolim, tin whistle, flautas, violino e bodhrán, a banda promove um reencontro com a musicalidade presente na era pagã incorporando o peso do Rock e do Heavy Metal para criar seu som.


Eldhrimnir, outro trio, formado em 2015 por Luan Unelmoija, Dênnys Silva e Rafael Gomes, que definem seu som como um “Acoustic Folk”, e quem já os viu ao vivo sabe que fazem uma apresentação carismática e animada, com canções autorais de temáticas variadas, como pirata, paganismo,  adoração à natureza e bebedeira, ou seja, um caldeirão eclético.

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
E finalmente, o Taberna Folk, que fechou as duas primeiras edições do Jantar da Ordo e provavelmente estará na mesma posição este ano. O quinteto, formado por Ricardo Amaro, Luís Henrique Romagnolo, Hugo Taboga, Karina Moreno e Anderson Tosta, é a figura musical mais conhecida no meio medieval brasileiro. Pra quem ainda não conhece, a banda é desde 2008 um grupo de música folk europeia, abrangendo desde canções medievais até períodos históricos mais recentes, advindas principalmente das tradições germânicas, celtas e nórdicas, bem como canções contemporâneas adaptadas para uma roupagem folk (veja nosso artigo completo sobre o Taberna!).

Sobre a comida, podemos dizer que nos eventos medievais em São Paulo o “modelo” que tem feito mais sucesso é o de open food e open bar, já incluídos no valor do ingresso, e é o modelo adotado pela Ordo desde o primeiro evento, em 2015.


I Jantar Medieval da Ordo (2015) - Foto por Sergio Scarpelli
O jantar inclui frutas, pães, antepastos, queijos, caldos e carnes. No bar haverá água, sucos, vinho e a ótima cerveja da Quinta do Malte (uma cervejaria regional lá de Socorro), que foi um dos pontos fortes nas edições anteriores do evento.

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
E obviamente haverá o hidromel Triple Horn, que é produzido por membros da Ordo! O preço da garrafa (750ml) será de R$ 40,00 – sugiro que você vá preparado pra dividir pelo menos uma garrafa com sua galera!


O Triple Horn foi o rótulo de dezembro na coluna de hidroméis aqui do Cena Medieval (veja aqui a resenha), e ficou em 5º lugar no ranking dos Melhores Hidroméis de 2016, segundo nossos leitores (veja aqui o post com o resultado completo da enquete).

A novidade: Torneio de Combate Medieval Histórico


O Combate Medieval Histórico (CMH), ou Historical Medieval Combate (HMB – como é conhecido internacionalmente), é um esporte de contato já bem difundido na Europa e que começou a ter um número considerável de adeptos aqui no Brasil por volta de 2015. Nele são usadas armas e armaduras da Idade Média, especialmente adaptadas para a competição (sem corte, obviamente). E assim como qualquer outro esporte, o HMB possui suas regras, clubes e competições.

I Torneio Medieval Anno Domini (2015)
Em 2016 aconteceu em Nova Lima/MG a segunda edição do Torneio Medieval Anno Domini, que foi a primeira reconhecida pela HMBIA (Historical Medieval Battle International Association, uma das federações internacionais desse esporte). Nós do Cena Medieval estivemos lá conferindo – veja aqui como foi!

II Torneio Medieval Anno Domini (2016)
E agora o Jantar Medieval da Ordo vai ajudar a compor o circuito brasileiro de CMH, pois dentro do evento acontecerá um torneio, dividido em 4 modalidades principais:

- Duelos
- Grupos (Buhurt)
- Triathlon
- Matem o Rei

As regras do torneio serão baseadas nas da IMFC (International Medieval Combat Federation), que é um pouco diferente da HMBIA, mas a essência é a mesma.

Para participar do torneiro é necessário fazer inscrição previamente (jantar@ordodraconisbelli.com), além de possuir todo o equipamento necessário, incluindo arma e armaduras existentes entre os séculos XIII e XVII (a segurança e historicidade dos equipamentos será avaliada pelos juízes).


Ficou impressionado com a existência de um esporte assim? Pois é, ele ainda não é tão conhecido aqui no Brasil, o número de atletas ainda é bem reduzido, mas tem chances de crescer bastante. Pretendo postar assim que possível um artigo explicando um pouco mais sobre o esporte, que é um aspecto muito interessante do que nós podemos chamar de medievalismo.

Outras atrações


Haverá ainda diversas outras atrações, incluindo:

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
Draumur, grupo de danças existente desde 2011, que recria e interpreta passos e coreografias populares da Idade Média e da Renascença, sem distinção de regionalidade (veja nosso artigo completo sobre o Draumur!). Estejam preparados, pois o Draumur sempre tem uma coreografia preparada para dançar com o público.

I Decembeer Folk (2016) - Foto por Sergio Scarpelli 
Turma do Gavião, a iniciativa do falcoeiro Diego Bitener, que tem estado com suas aves de rapina em diversos eventos medievais em SP, todas socializadas e acostumadas a participar de apresentações e manejo, permitindo que os convidados tenham proximidade e tirem fotos com os animais.

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
Uybassy Arquearia, grupo formado em 2013 por 6 arqueiros, que se dedicam à divulgação da prática do arco-e-flecha, através de apresentações e estandes de tiro montados nos eventos do meio medieval, onde os convidados podem experimentar um pouco do prazer do arquearia.

I Jantar Medieval da Ordo (2015) - Foto por Sergio Scarpelli
E é claro, uma feira medieval com diversos expositores do meio.

Para conferir todas as atrações, acesse a página do evento no facebook:


Caravanas e outras informações


Finalmente, se você vai ao evento, eu recomendo fortemente que você ingresse em uma caravana, simplesmente pra aproveitar melhor o open bar, hehehe...

Uma das caravanas é organizada pela própria Ordo, e os ônibus sairão do Metrô Carandiru em São Paulo (SP), retornando ao mesmo local após o evento. O custo é de R$ 45,00 (ida e volta).


Há caravanas independentes saindo também de Blumenau (SC), Franca (SP), Jundiaí (SP) e Rio de Janeiro (RJ). Na página do evento no facebook há um álbum com os contatos dessas caravanas.


Local do evento:
Villa Society
Corredor Turístico Rio do Peixe, Km 1,  Socorro/SP

Os ingressos podem ser adquiridos pelo e-mail:


Ou no Posto de Venda:

Riot Store – Galeria do Rock – Lj.422

II Jantar Medieval da Ordo (2016) - Foto por Sergio Scarpelli
Todos ansiosos para o evento? Comentem suas expectativas!

E nos vemos por lá em 15 de Abril!

(A maioria das imagens deste artigo são de Sergio Scarpelli, fotógrafo bem conhecido no meio medieval paulista, que registrou as duas primeiras edições do Jantar da Ordo, em 2015 e 2016).

Veja também aqui no Cena Medieval:






Triple Horn, nossa resenha do hidromel produzido pelos membros da Ordo Draconis Belli

Ordo Draconis Belli, nosso artigo sobre o grupo de combates medievais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário sobre este artigo